Corre tudo bem na tua vida blogosférica: a tua página já tem uns quantos likes, o teu blog tem um nível giro de seguidores e estás contente e satisfeito… até que aparece aquele outro blogger que começou ao mesmo tempo que tu e vais a olhar para os números e são completamente díspares do teu. É inevitável e, muitas vezes, desanimador.

Toda a gente – quase toda, pronto – que cria um blog tem a pretensão de conseguir chegar ao maior número de pessoas possível: é normal e não há que ter vergonha disso. Até porque passas horas a garantir que o teu conteúdo é cuidado e de qualidade, esforças-te por tirar as tuas próprias fotografias sempre que possível (e não te safas nada mal), mas vês as oportunidades passarem-te todas ao lado e irem para o teu vizinho com mais likes, seguidores e visitas.

Aquilo que vos temos a dizer pode chocar-vos mas é a mais pura das verdades: os números que muitas vezes são apresentados às marcas (e aqueles que nós vemos com os nossos próprios olhos) são, na grande parte das vezes, fictícios. E não fictícios no “não estarem lá” – afinal nós estamos a olhar para eles – mas fictícios no “não retratam a realidade do blog”.

Pronto, pronto. Recuperem lá do choque.

Fazer com que as marcas reparem em nós é difícil e sempre que elas entram em contacto connosco (ou nós com elas) uma das primeiras coisas que nos pedem são os nossos números: seguidores, likes no Facebook, visitas no último mês, média de comentários… e a lista podia continuar. Devido a isso há uma certa obsessão em ter sempre números mais altos que os do vizinho do lado. “Ai ele tem três mil seguidores e conseguiu trabalhar com a marca x? Então eu tenho de ter três mil e quarenta e sete, conseguir trabalhar com a marca x e ainda com a marca y”.

O que toda a gente (marcas e não só) falha em (querer) saber é o engagement. E isto é aquilo que realmente importa. Não é a quantidade de seguidores que têm… mas o engagement e a interacção com eles. De que me serve ter trinta mil likes no Facebook e apenas um comentário na publicação e meia dúzia de gostos? E não, não podem pôr a culpa no algoritmo ou na política do Facebook. De que serve ser seguida por cinco mil pessoas no blog e depois ir ver as publicações e terem dois ou três comentários?

Mas o que é isso do engagement?

O engagement de que falamos não é nada mais nada menos do que interacção. Interacção por parte dos vossos seguidores convosco. Se um blogger tem os tais trinta mil likes no Facebook e uma média de 10-15 likes e cerca de 1 a 5 comentários em cada post que faz por lá, já podem perceber que o seu engagement é insignificante, especialmente tendo em conta o número de seguidores que tem.

Por outro lado, se um blogger tiver cinquenta seguidores no Facebook e o mesmo número de likes e comentários em posts que o blogger que tem os trinta mil seguidores, quem é que acham que tem mais engagement? 😉

Percebem onde queremos chegar?

A questão dos likes comprados

“Mas porque é que isto acontece?”, perguntam vocês: “porque é que uma pessoa com tantos likes tem tão pouca interacção?” Fácil. Os likes que se compram no Facebook não correspondem – muitas vezes – a utilizadores reais. Ou melhor, muitos são reais, mas são pessoas pagas para fazer like em várias páginas que o Facebook lhes mostra, publicidade essa que vocês compram quando pedem likes ao Facebook. Se nunca ouviram o termo like-farming ou click farms, é a isso que nos referimos. Se estiverem interessados neste tema e em conhecer mais a fundo a explicação de como os likes em massa são obtidos, vejam este vídeo.

E agora a verdadeira questão: devem ou não comprar likes no Facebook?

Se decidem ou não comprar likes para a página do vosso blog, a verdade é que não temos nada a ver com isso. Nós só queremos o vosso bem e torcemos pelo vosso sucesso, mas para sermos 100% sinceras, não acreditamos que os likes comprados vos tragam benefícios reais.

A seguir, vamos listar algumas razões pelas quais NÃO devem comprar likes. A decisão, depois, pertence-vos apenas a vocês.

Razões para não comprarem likes no Facebook

  1. Engagement baixíssimo = pouca credibilidade;
  2. Alienação de likes reais;
  3. Os likes comprados não vos trarão nenhum benefício real; nunca se tornarão vossos clientes ou leitores.

Mas calma – não estamos a dizer que não “podem” fazer nada! Aqui vão algumas alternativas à compra de likes.

Alternativas à compra de likes no Facebook

  1. Passatempos e sorteios no vosso blog em que uma das entradas obrigatórias seja fazer like na vossa página de Facebook. Ainda que esta não seja – mesmo assim – a melhor forma para obter likes, desta forma, ao menos os likes serão orgânicos e estas pessoas têm até uma grande probabilidade de gostarem do vosso conteúdo e de se tornarem seguidores e leitores do vosso blog. Mas cuidado! Não abusem dos passatempos e foquem-se antes em criar conteúdo de qualidade.
  2. Passatempos no Facebook: podem criar um passatempo exclusivamente no Facebook, já pensaram nisso? Já devem ter visto marcas a fazer isto: têm um produto para sortear e têm como requisitos fazer like na página, partilhar aquele passatempo e tagar dois ou três amigos num comentário.
  3. Facebook ads: nós nunca vos impedimos de gastar dinheiro no Facebook, apenas advertimos contra a compra de likes. Se querem mesmo pagar para divulgar a vossa página, tentem aprender um bocadinho sobre Facebook ads de forma a conseguirem definir um bom público-alvo para o vosso anúncio. O objectivo é atingirem pessoas que gostem de blogs, por exemplo, e podem mesmo escolher páginas específicas em que as pessoas possam ter interesse e que possam ser parecidas com a vossa. Ou seja, se o vosso público-alvo gosta do blog X, o vosso anúncio vai aparecer no feed deles porque é parecido com o vosso, logo têm mais probabilidades de gostar. O anúncio em si pode ser: uma publicação da vossa página de Facebook ou pode enviar as pessoas diretamente para o vosso site ou blog.

 

Bem, mas não nos vamos alongar com os Facebook ads. A internet (e o próprio Facebook) estão cheios de recursos onde podem aprender mais sobre eles. Da nossa parte, queríamos apenas pôr-vos a pensar se a compra de likes vale ou não a pena para vocês. Agora que conhecem a nossa opinião, e algumas (boas) alternativas, digam-nos: são contra ou a favor da compra de likes no Facebook para a vossa página? 🙂

 

 


Bloggers Camp

O Bloggers Camp é uma plataforma com dicas de e para bloggers criada por Ana Garcês (Infinito mais um), Catarina Costa (Daydreams) e Catarina Alves de Sousa (Joan of July).

13 comentários

Joana Sousa · 09/03/2016 às 15:16

Excelente artigo. Não é algo que vá fazer para o blog porque, honestamente, não tenho interesse em divulgá-lo à maluca, mas estava a pensar fazer publicidade na página da companhia de teatro e agora vou medir muito melhor os prós e contras de o fazer. Thanks, girls!

Jiji

    Bloggers Camp · 17/03/2016 às 13:07

    Podias fazer como experiência, Joana. Começa com um budget baixinho e depois analisa resultados para veres se vale a pena continuar ou não. 🙂
    Boa sorte!

RJ · 10/03/2016 às 09:30

Tema muito bem abordado, a mostrar os vários lados da questão.
No meu caso, faço publicidade a algumas publicações, quando acho que vão ter uma boa aceitação, têm potencial de viralidade e quero chegar a mais pessoas que os meus seguidores. No entanto, nunca irei comprar likes, por todas as razões aqui apontadas.

    Bloggers Camp · 17/03/2016 às 13:06

    Essa é realmente uma melhor alternativa, RJ, e o Facebook até é capaz de ser muito útil no que diz respeito a chegar a potenciais leitores se as coisas forem feitas de forma minimamente estudada e pensada. 🙂
    Força!

Nuno Cabral · 10/03/2016 às 10:41

Olá,
esta questão da “compra” de like no facebook é bastante pertinente. Há alguns anos atrás era uma politica que funciova bem, porque o algoritmo do facebook valorizava a quantidade de seguidores em deterimento do “engagment”.

Recentemente o Facebook mudou o seu algortimo e passou a ser muito mais dificil as tuas publicações de facebook aparecerem nos feeds dos teus seguidores.

Agora o Facebook valoriza muito mais posts com fotos, videos e posts com muitos comentários e shares. Mesmo assim, não é garantido que as tuas publicações apareçam nos feeds, pois o modelo de negócio do Facebook é fazer com que compres facebook ads para promoveres a tua página.

Para terminar e concluindo, acho um péssima ideia comprar likes do facebook e um desperdício de dinheiro. Sugiro seguirem antes algumas das estratégias faladas aqui no Bloggers Camp e outras que podem encontrar online, como por exemplo linkarem a vossa página ao vosso perfil pessoal do facebook, ou criarem uma assinatura nos emails que enviam que tenha um link para a vossa página de facebook.

Muito bom artigo

Nuno

    Bloggers Camp · 17/03/2016 às 13:05

    Obrigada, Nuno!
    Subscrevemos inteiramente! 😀

Ana S. · 10/03/2016 às 11:04

Excelente artigo. Já várias vezes me tinha questionado sobre isto – se valeria a pena ou não – e depois de ler o vosso artigo apenas confirmei a minha quase-certeza de que não vale a pena. Relativamente ao facebook ads, vou explorar a hipótese. Até ao momento tenho tido um crescimento muito natural no blogue, ainda nem um passatempo/giveaway fiz, mas claro que se houver uma forma de chegar directamente às pessoas que podem vir a gostar do conteúdo que partilho é óptimo. No fundo o que em princípio todos queremos (ou devíamos querer) é uma comunidade realmente interessada e não números.
Continuem 🙂

    Bloggers Camp · 17/03/2016 às 13:04

    Precisamente, Ana! O que devíamos querer é interação natural e orgânica dos nossos leitores reais, não de números fantasma. Cada um é como cada qual, mas nós acreditamos que é um desperdício de dinheiro.
    E parabéns por conseguires que o teu blog cresça naturalmente! 😀

Aninhas · 11/03/2016 às 11:31

olá !!!
só hoje conheci o vosso Bloggerscamp e adorei!!!
já subscrevi a vossa newsletter, e já devorei todos os vossos post. Excelentes dicas e partilhas do mundo dos Blogs. Parabéns pelo vosso excelente trabalho.
bjs
Aninhas

    Bloggers Camp · 17/03/2016 às 13:02

    Muito obrigada pelas tuas palavras, Aninhas, ficamos super felizes com o teu feedback! Esperamos continuar a agradar com as nossas dicas.
    Beijinho grande!*

Chic' Ana · 04/04/2016 às 08:42

Muitos parabéns por este artigo! Identifiquei-me imenso com ele.
Beijinhos

Rita Completo · 04/04/2016 às 09:53

Olá meninas! 😉
Antes de mais muitos parabéns por todas as vossas iniciativas!!! Tenho seguido e adorado!
Realmente, uma pessoa dedicar-se de corpo e alma ao blog e não ver os resultados que sonhou é, por vezes, um pouco frustrante.
Mas concordo que comprar esses resultados não é a melhor maneira de ter sucesso a longo prazo…
Há que ter paciência e continuar a fazer um bom trabalho. Os resultados positivos hão-de surgir 🙂
Beijinhos,
Rita Completo

bejamespencer · 05/04/2016 às 00:59

Obrigada por esta informação. Sou completamente alienada aos gostos no facebook e desconhecia esta realidade dos posts pagos. Tento ter mais ao menos a página do facebook actualizada com os posts que faço, mas valorizo muito mais o blog. Não percebo porque é que as pessoas iriam querer mais seguidores no facebook do que no blog, uma vez que o que interessa na blogosfera são os blogs, ou estou errada?
Boa sorte para o Bloggers Camp!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *