As marcas estão para os blogues como o pão está para a manteiga. E se me perguntarem se sou contra isso – não, não sou – eu arrisco em dizer que é preciso moderação e bom senso. As duas coisas que não existem na blogosfera portuguesa.

Se há algo de que me arrependo – em quesito de blogues falando – é de ter feito posts sem sentido a troco de nada. Só porque me sentia agradecida por haver marcas a contactar-me. E isto é exactamente o que não devem fazer. Caso contrário, vão tornar o vosso bloque um folheto das promoções do Pingo Doce (e não, o Pingo Doce não me pagou para dizer isto).

1) Definam imediatamente de início as marcas que gostam e com as quais se identificam

Isso vai ajudar a criarem uma relação com algumas marcas, a seguir uma linha editorial e a tornarem-se credíveis aos olhos dos leitores. É tentador, de início, aceitar tudo porque se está a construir algo e ainda não se tem muitos contactos mas se querem ser levados a sério também têm de passar essa mensagem.

2) Não enviem emails padrão para todas as marcas

Podem enviar, caso queiram, mas tenham o bom senso de, pelo menos, perder algum tempo a pesquisar cada marca e a personalizar cada email.

3) Não comprem seguidores

Porque se tratam as marcas de forma estúpida, é exactamente assim que vão ser tratados pelas marcas. Um Facebook com 50 mil seguidores e posts que têm 3 likes não vos torna mais credíveis. É preferível terem 2 mil seguidores reais e um engagement que faz com que uma marca confie na vossa abordagem.

4) Tenham uma comunicação cuidada e estudem as concorrências entre as marcas

Há dezenas de marcas de cremes, de cafés, de champôs, de sapatos, de bolachas, de velas, de maquilhagem… a lista é infinita. Faz sentido hoje falarem da Nespresso e amanhã da Nescafé? Não. E estão a perder toda a credibilidade.

5) Não fotografem os sacos nem agradeçam às marcas

Por mais tentador que isso seja – porque toda a gente o faz. Se uma marca vos envia algo é porque vos está a contemplar no seu plano de comunicação. O que têm a fazer é comunicar. As revistas fotografam os sacos? Não. Falam dos produtos. Um blogue tem de seguir a mesma lógica.

6) Não vendam as coisas que recebem em público

Porque se as outras bloggers veem, as marcas também. E se não gostam daquele casaco que vos enviaram, das botas ou do alisador de cabelo porque já têm três em casa, vendam-nos discretamente nas vossas redes pessoais e não nas públicas.

7) Não pedinchem produtos nem roupa

Criem conteúdos, façam propostas editoriais e mostrem que o vosso blogue é profissional, procura passar mensagens e não querem apenas receber coisas de graça. Num universo em que existem centenas de blogues, se querem que o vosso se destaque, a vossa abordagem também tem que se destacar.

8) Aprendam a dizer que não

Se eu dissesse que sim a tudo o que me propõem, o meu blogue era um catálogo. Não vão ser rejeitadas no futuro porque disseram que não a uma marca. Muito pelo contrário – estão a posicionar-se e a marca vai perceber esse posicionamento e ver o vosso blogue como um canal de comunicação concreto e com uma abordagem própria.

Criar um blogue e conseguir ocupar um lugar sério e de sucesso não se faz da noite para o dia. É preciso trabalhar, bater a muitas portas, ouvir muitos nãos e também dizer uns quantos. Se querem ir longe não podem fazer o mesmo que toda a gente faz, aceitar tudo o que vos enviam e contactar todas as marcas com os mesmos pedidos.

Sejam diferentes, profissionais e criativos. É meio caminho andado para serem notados.

Helena Magalhães
www.thestyland.com


6 comentários

Inês Serôdio · 24/02/2016 às 12:51

Adorei! E aprendi algo de novo!

Beijinho

Marta · 24/02/2016 às 13:30

Conselhos muito úteis e muito verdadeiros.
Gosto muito de fazer parte desta comunidade. E agora vou pesquisar o blogue da Helena, pois não conhecia… Outra das vantagens que encontro aqui 🙂
Resto de boa semana.
Marta

Liliana Fidalgo · 24/02/2016 às 15:19

Isto é tão verdade… Se uma pessoa disser que sim a tudo, como por exemplo a marcas que querem escrever posts para o blog e nós só assinamos por baixo, o nosso blog perde identidade. Não só traímos o blog como os nossos seguidores!

Mariana · 26/02/2016 às 13:07

“Faz sentido hoje falarem da Nespresso e amanhã da Nescafé? Não. E estão a perder toda a credibilidade.”

Tendo em conta que são ambas marcas do grupo Nestlé e que toda a gente sabe que um nespresso e um nescafé são coisas distintas, para serem tomados de maneira distinta e em alturas do dia diferentes, não é perder a credibilidade… Mas também ainda estou à procura da credibilidade dos palestrantes deste “bloggers camp”. Isso e os casos de sucesso dos “bloggers camp” anteriores.

    Bloggers Camp · 29/02/2016 às 15:58

    Olá Mariana! 🙂

    Quanto à questão dessas duas marcas não nos vamos pronunciar; vamos deixar essa resposta para a Helena, a autora do post, que poderá responder a essa questão melhor que nós.

    Quanto aos casos de sucesso, bem, não houve “bloggers camp anteriores”, apenas um, o primeiro Bloggers Camp, que aconteceu no ano passado.
    Não sabemos o que entendes ou consideras como “credibilidade”, visto que é um conceito algo subjectivo e não há exactamente um papel que possa ser passado a provar a credibilidade de alguém enquanto blogger. Agora, o que te podemos dizer sobre a nossa escolha de palestrantes é que são pessoas que escolhemos porque efectivamente as queremos lá, são pessoas cujo trabalho nós admiramos e sabemos que têm algo valioso a partilhar com base na sua experiência. Caso contrário, não os teríamos convidado.

    A outra coisa que podemos dizer sobre esta questão é que é impossível “agradar a gregos e a troianos”, ou seja, há pessoas que gostam das nossas escolhas e estão interessadas no nosso programa para o Bloggers Camp 2016 e outras que – como tu – poderão não estar. E não há problema nenhum! 🙂
    Já agora, não sabemos se viste, mas lançámos um passatempo em que qualquer pessoa se pode candidatar a dar o 4º workshop do Bloggers Camp 2016. Se achas que tens uma ideia genial para o BC2016 e algo a acrescentar (que achamos que toda a gente tem), não deixes de participar! Se quiseres, vê as regras aqui.

    Obrigada pelo teu comentário. Se tiveres qualquer outra questão, fica à vontade de partilhar connosco.

    Helena Magalhães · 29/02/2016 às 23:56

    Mariana, não tem rigorosamente nada a ver com serem marcas dentro do mesmo grupo. Falo da incongruência com que (arrisco em dizer) 75% das bloggers agem. Se compararmos com o panorama internacional, as bloggers seguem à risca linhas editoriais muito precisas. Não querendo sequer abrir brecha a uma comparação porque estamos focados num mercado local, o problema dos blogues em Portugal é tornarem-se catálogos. E eu vejo diariamente bloggers a falarem hoje de Pantene e amanhã de Elvive. É preciso haver coerência nos conteúdos. Nescafé é para ser tomado em altura do dia diferente do Nespresso? Não. A Nescafé e a Nespresso têm ambas máquinas e cafés expressos em cápsulas. Colocar uma foto hoje com uma oferta da Nescafé e uma foto amanhã com uma oferta da Nespresso a dizer que se adora aquele café é tão estúpido quanto hoje dizer que se ama Nivea e amanhã dizer que se ama Garnier. A própria linguagem tem de ser bastante imparcial em blogues que se querem tornar profissionais. E é este o propósito do BC – abrir um fórum em que se possam abordar alguns conselhos de conduta que podem melhorar, e muito, um blogue.

    Quanto a estar à espera da credibilidade dos palestrantes, deixa-me SÓ falar um pouco de mim: Sou editora de beleza há 5 anos, escrevo e trabalho com vários meios de comunicação (Brasil inclusivamente), trabalho directamente com marcas já perdi a conta ao número de anos, faço conteúdos para elas, realizo projectos para marcas e, só assim de repente, sou Beauty Manager da Primetag. Acho que vivo e respiro marcas ao ponto de saber dizer exactamente tudo o que corre mal a nível dos conteúdos em blogues. Estão lugares a concurso para palestrar e se, Mariana, tens credibilidade, adorávamos também aprender mais contigo. Ou, nem que seja, beber um Nespresso ou um Nescafé na altura do dia que te seja mais conveniente 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *